Notícias

Cuidados com o Para-Brisa!

VOCÊ SEMPRE LEMBRA DELES SOMENTE NA HORA QUE MAIS PRECISA!

Composição

O Para-brisa é composto por duas lâminas de vidro que são unidas por uma camada de PVB (polivinilbutino) que “gruda” uma lâmina à outra, e em caso de quebra, não permite o estilhaçamento dos vidros.

Palhetas do Limpador

Sempre recomenda-se que você troque as palhetas do limpador de Para-brisa pelo menos umas vez ao ano, pois a ação do sol e da chuva em um material de borracha provoca o ressecamento e posteriormente o risco no seu pára-brisa. Deixar de fazer a substituição, além de colocar em risco a já mencionada segurança do motorista e passageiros, pode causar danos maiores ao carro.

Palhetas Originais

Compre sempre uma palheta original. Embora seja mais caro, compensa em todos os sentidos. Lembre-se quando mais precisar das palhetas ele deve está em perfeito funcionamento.

Mantendo a Limpeza

Para evitar riscos precoces, nunca ligue o limpador de Para-brisa quando o vidro estiver seco. Ele normalmente acumula poeira, óleo e outras sujeiras. Para lavar os vidros, utilize sempre muita água com detergente suave ou limpa-vidros e uma flanela macia. Não deixe que a sujeira se acumule. Eles devem estar sempre bem limpos para não prejudicar a visibilidade, principalmente, e contribuem com a boa aparência do veículo.

LIMPADORES DE PARA-BRISA NÃO FUNCIONA – POR QUÊ?

Se o limpador de para-brisa não funcionar, segundos depois de começar uma chuva, os vidros perdem sua transparência e a visibilidade é zero. Quase sempre o desespero toma conta do motorista e a situação fica perigosamente imprevisível. Mas por que esse acessório para exatamente quando precisamos dele? Quais são os seus principais defeitos e como evitar que a situação descrita aconteça ou se repita?

 

Se o limpador de Para-brisa não funcionar, segundos depois de começar uma chuva, os vidros perdem sua transparência e a visibilidade é zero. Quase sempre o desespero toma conta do motorista e a situação fica perigosamente imprevisível. Mas por que esse acessório para exatamente quando precisamos dele? Quais são os seus principais defeitos e como evitar que a situação descrita aconteça ou se repita?Normalmente o que mais acontece é queimar o fusível do limpador. E isso ocorre principalmente quando esquecemos da existência dele em períodos que não chove. Por ele ficar parado, às vezes por meses, a borracha do limpador costuma grudar no vidro, dificultando o movimento e o fusível pode queimar. Em alguns caso o motor do limpador pode queimar e o prejuízo será maior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *