Notícias

10 Dicas de segurança na Chuva

1. Mantenha o Limpador de Parabrisa em Bom Estado

2. CUIDADO ESPECIAL NAS CURVAS

As marchas do sistema de transmissão de um veículo são trocadas conforme o número de rotações por minuto (RPM) aumenta.

É quando o motor começa a fazer um barulho mais alto e agudo e você muda para uma marcha mais alta.

Ao dirigir na chuva, nossa dica é andar com uma rotação um pouco maior que o normal. Para fazer isso em uma velocidade baixa, basta reduzir a marcha.

Desse modo, você vai estar pisando mais no acelerador para trafegar no ritmo que é ideal para as condições da pista, o que dá maior tração e, portanto, estabilidade ao veículo.

3. CAUTELA AO ULTRAPASSAR

Pense duas, três, quatro vezes antes de tentar uma manobra de ultrapassagem ao dirigir na chuva em uma rodovia de pista simples. É realmente necessário?

Ultrapassar envolve aumentar a velocidade, deslocar-se para a contramão, passar do outro veículo e retornar à pista de origem.

Pode parecer tudo muito simples, mas a pista molhada, pelos motivos de que falamos antes, torna a manobra mais arriscada.

Então, tenha paciência e evite a ultrapassagem.

Ou só faça se tiver plena certeza de que a manobra pode ser feita com total segurança.

4. USE OS FARÓIS MESMO DE DIA

De acordo com o artigo 250 do Código de Trânsito, deixar de manter ligadas pelo menos as luzes de posição do veículo “sob chuva forte, neblina ou cerração” é infração média.

Nessas condições, afinal, a visibilidade é menor, e o veículo pode se “camuflar”.

Então, o farol deve estar ligado inclusive durante a luz do dia. Essa dica deve ser seguida mesmo se a chuva não estiver tão forte – e até se não houver chuva nenhuma. Segundo atualização recente do CTB, a luz baixa deve estar sempre acesa em rodovias, de dia e de noite. A fiscalização só ocorre, porém, em locais onde essa regra está sinalizada em placas.

5. GUIE-SE PELAS LINHAS E TACHÕES

Em rodovias sem iluminação, pode ficar muito difícil enxergar bem a pista. Principalmente à noite, com a pista molhada refletindo as luzes do veículo. Nessas condições, para fazer o traçado correto em uma curva, procure seguir paralelo – na esquerda – à linha que delimita o acostamento.

6. CUIDADO AO FREAR

O maior disco de derrapar e perder o controle do veículo é após uma freada.

Por isso, ao dirigir na chuva, o recomendável é trafegar em uma velocidade em que você consiga observar um obstáculo com boa antecedência e de modo que apenas a desaceleração e redução de marcha já seja capaz de diminuir bastante a velocidade.

Desse modo, basta apenas um toque suave no freio para que o carro pare.

7. ATENÇÃO AO VEÍCULO A FRENTE

Outra maneira de se guiar é ficando de olho nos faróis traseiros do carro da frente.

Essa é uma boa dica para que você não seja pego de surpresa por um buraco ou outro obstáculo na pista.

Preste atenção se o veículo desvia ou balança por conta disso. Afinal, com a chuva, a água pode tapar o buraco, de modo que você não o enxergue bem.

8. DIRIJA COM AS DUAS MÃOS AO VOLANTE

Como o trânsito costuma ficar mais lento com chuva, alguns motoristas têm o péssimo hábito de, enquanto dirigem, pegar o celular para avisar outra pessoa de que vão se atrasar para o seu compromisso. Só faça isso quando o carro estiver parado. Em movimento, a prioridade é seguir as regras de trânsito e não cometer nenhum tipo de erro.

9. DIRIJA EM ROTAÇÃO MAIS ALTA

As marchas do sistema de transmissão de um veículo são trocadas conforme o número de rotações por minuto (RPM) aumenta.

É quando o motor começa a fazer um barulho mais alto e agudo e você muda para uma marcha mais alta. Ao dirigir na chuva, nossa dica é andar com uma rotação um pouco maior que o normal. Para fazer isso em uma velocidade baixa, basta reduzir a marcha.

Desse modo, você vai estar pisando mais no acelerador para trafegar no ritmo que é ideal para as condições da pista, o que dá maior tração e, portanto, estabilidade ao veículo.

10. CUIDADO COM AQUAPLANAGEM

As marchas do sistema de transmissão de um veículo são trocadas conforme o número de rotações por minuto (RPM) aumenta.

É quando o motor começa a fazer um barulho mais alto e agudo e você muda para uma marcha mais alta. Ao dirigir na chuva, nossa dica é andar com uma rotação um pouco maior que o normal. Para fazer isso em uma velocidade baixa, basta reduzir a marcha.

Desse modo, você vai estar pisando mais no acelerador para trafegar no ritmo que é ideal para as condições da pista, o que dá maior tração e, portanto, estabilidade ao veículo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *